{{filterNum}}
2016
Entrevista 2016

Uma Marca portuguesa no mundo

Uma Marca portuguesa no mundo

O mundo está a mudar, é global e dinâmico. Cada pessoa está consciente da sua responsabilidade na construção de algo maior.

A Galp mudou, é também global e dinâmica e vive da consciência da importância desta junção de energia. Há uma procura de harmonia entre a Marca e o mundo que a rodeia.

O “Energia positiva” dá lugar ao “Energia cria energia”, a imagem da Galp alinha-se com os seus públicos‑alvo presentes em 11 países de 4 continentes.

Mais do que nunca, o percurso da Marca e de Portugal ligam‑se. Abriram‑se ambos ao mundo e conquistaram notoriedade muito além‑fronteiras.

Portugal marca pontos, os portugueses têm lugares de topo ao nível mundial e a Galp consolidou-se como operador internacional integrado de energia, presente na exploração, transformação e entrega de recursos e serviços energéticos.

A Marca reposiciona-se para assumir a ambição e os desafios de ser uma Marca global com uma missão – Criar energia – e, com ela, influenciar positivamente o mundo que rodeia cada um de nós, enchendo com mais energia tudo aquilo que fazemos, de uma forma sustentável, inovadora e geradora de bem-estar.

A expressão gráfica desta nova realidade reafirma o G dotando-o de uma expressão polimórfica, ou seja, assume variações de aparência, reforçando ideias, valores e conceitos que fazem parte do ADN da Marca. Esta característica confere-lhe a capacidade de se reinventar e adaptar a diferentes cenários de comunicação.

É escolhida a Canaro, uma nova fonte da autoria de René Bieder, de desenho inspirado na geometria modernista das fontes do início do século xx – Futura e Avant Garde. A sua consistência e a harmonia dão uma grande solidez às aplicações, com uma expressão vanguardista e eficiente.

2016
Entrevista 2016

A Energia que Cria História

A Energia que Cria História

CARLOS COELHO

Carlos Coelho é formado em Design e ao longo de 30 anos foi responsável por centenas de projetos de algumas das mais expressivas marcas portuguesas. Autor de diversos estudos sobre marcas, é ativista das marcas de Portugal, professor, colunista, comentador de televisão, autor e apresentador do programa de TV Imagi-Nação.

“O grande desafio foi energizar a Marca Galp em dois momentos diferentes da sua história: da história do País e da minha história profissional.”

O primeiro contacto com a Marca deu‑se em criança e muito antes de compreender que uma marcanão era apenas um nome ou um boneco pintado num camião cisterna de plástico, numa estrada da minha infância.

A Galp que conheceu era uma empresa pública, mas cheia de energia e, o melhor de tudo, cheia de história e para Carlos Coelho, nada melhor que trabalhar marcas que tenham história, criar‑lhe novos caminhos mas respeitando‑lhes o passado e a herança.

Carlos Coelho foi por duas vezes “maestro” das equipas que recriaram a marca Galp e que participaram na sua construção. Primeiro na sua empresa Novodesign/Brandia e depois na sua atual empresa Ivity. Foi responsável pela marca Galp, mas também pela criação da sua família de marcas extraordinárias: a deliciosa Tangerina, a sexy Pluma, a poderosa G‑force ou a mais avançada espécie de combustível, a Evologic. Todas marcas da sua vida.

Energizar a marca Galp em dois momentos diferentes da sua história – da história do País e da sua história profissional – constitui o maior desafio que recorda da sua participação.

Os desafios de trabalhar uma grande Marca são eles mesmos grandes. No primeiro projeto – Energia Positiva – tratava‑se de fazer a transição de uma cultura de marca industrial e estatal, para uma marca entusiasta, apostada na proximidade e na partilha do entusiasmo de uma economia em estado de graça. No segundo projeto – Energia cria Energia – o desafio foi fazer a transição de uma Galp ibérica para um player mundial do setor. Uma empresa integrada de energia com uma forte componente de exploração. Um ativador económico de um Portugal multinacional. Em ambos os casos esperava‑se que o trabalho de marca fosse o mais intemporal possível e assim o fizeram, com grande sucesso.

Numa palavra, aliás em mais que uma, Carlos Coelho define a Galp como:

Portugal. Parceria. Energia que cria Energia.

Ao longo de tanto tempo com a Galp aconteceram muitas histórias, muitos momentos extraordinários, mas decidiu partilhar uma que começou menos bem, como contributo para a coragem e a determinação das gerações vindouras. A dada altura foi necessário redesenhar todo o aparelho físico da distribuição . Tratava‑se de uma questão de skils de imagem de Marca, mas também de competências técnicas para levar a cabo um projeto desta natureza, num tempo‑recorde. Para essa tarefa tão especializada tinha sido contratada uma empresa inglesa, especialista, que apresentou uma proposta inqualificável. Na altura foram convidados a tomar conta do projeto, também nesta área. Depois de despedida por incompetência, a tal empresa, despediu‑se com a seguinte nota: “You will fail miserably.”

O sócio Paulo Rocha manteve esta frase no seu computador durante muito tempo. Este insulto teve o efeito inverso do desejado e serviu de tónico para fazer o projeto – ON‑BRAND, ON‑TIME, ON‑BUDGET, provando a energia criativa e a competência de dezenas de profissionais portugueses.

No futuro, vê a Marca como uma grande marca de Portugal no mundo.

“Fui por duas vezes, ‘maestro’ das equipas que recriaram a marca Galp, mas também [foi responsável] pela criação da sua família de marcas extraordinárias: a deliciosa Tangerina, a sexy Pluma, a poderosa G-force ou a mais avançada espécie de combustível, a Evologic. Todas Marcas da minha vida.”

 

2016
Campanhas 2016

Energia cria mais energia

Energia cria mais energia

Cria‑se um novo posicionamento e uma nova missão. Criar energia para influenciar o mundo que rodeia cada um de nós e encher de mais energia tudo aquilo que fazemos. Em paralelo, a Galp alimenta a energia de todos.

Em 2016 a Marca tinha uma nova energia e uma nova ambição que mostrava ao mundo. Um novo logotipo, mais apelativo, mais tecnológico e que continha em si todas as vertentes da Marca. Uma ilustração dos valores Galp numa Marca reenergizada, com um novo fôlego e que leva mais perto de cada um o dinamismo e a multidimensionalidade, na forma e na atuação.

Há uma simbiose perfeita de harmonia, em que cada uma das partes forma um todo. Mais do que nunca o percurso da Marca e de Portugal se ligam. Ambos se abriram ao mundo e conquistaram a sua notoriedade muito além‑fronteiras.

“A nova imagem vai transmitir a mensagem de que a ‘Galp é uma empresa portuguesa, mas que está presente no mundo’.” “Energia cria energia”, uma nova assinatura a dar uma perspetiva mais global, mais aberta”. - Carlos Gomes da Silva

2016
Campanhas 2016

Energia concentrada numa parceria cheia de vantagens

Energia concentrada numa parceria cheia de vantagens

Numa parceria com a Sonae e o seu Cartão Continente, a Galp procura trazer mais vantagens e desconto aos seus consumidores – Energia3 – uma ação de conjugação dos vários produtos e serviços domésticos que, em associação ao Cartão Continente, se traduzem em descontos.

2016
Entrevista 2016

Uma Marca no mundo

Uma Marca no mundo

JOÃO OLIVEIRA

Diretor Criativo da JWT. Licenciado em Publicidade e músico nas horas vagas. A sua experiência profissional desenvolveu-se na JWT, quer ao nível nacional, quer internacional.

Profissionalmente o seu primeiro contacto com a Marca foi um outdoor. Dizia Galp de Mestre. Como já queria escrever para publicidade foi à agência que tinha feito o outdoor e começou por estagiar lá.

O contacto mais profundo com a Marca ao nível profissional foi há poucos anos. Começou a criar para a Marca em 2013, quando foram convidados para participar no pitch do Mundial 2014 em que a Galp era, mais uma vez, patrocinadora da Seleção Nacional de Futebol. E ganharam. O Pitch, não o Mundial.

É hoje diretor criativo e lidera uma equipa de criativos. Profissionais talentosos que trabalham diariamente a Marca em todas as suas vertentes. O âmbito da sua participação pessoal é quase sempre criativo e estratégico. Na JWT Lisboa têm como missão criar e respeitar as Marcas que trabalham, procurando manter uma coerência de visão que as administrações das empresas têm para as suas Marcas.

Foi-lhes pedido para continuar um trabalho de globalização da Marca Galp, olhando para fora e trazendo para dentro o tamanho cada vez maior que a Galp foi adquirindo ao longo dos anos.

O Mundial 2014 era um exemplo disso. Quiseram espelhar o tamanho da Galp no Mundo. A Seleção de Portugal no Mundial e a Galp, por ser sua patrocinadora há mais de 20 anos, também o é.

Nesta relação com a Galp, que dura há cinco anos, o maior desafio é conseguir tornar a Marca maior do que a sua memória, entrando pela eletricidade. É um desafio enorme de reequilíbrio de perceção. Batalham todos os dias para este balanço.

“Se tivesse que definir a Galp numa palavra seria, sem dúvida, Portugal. Para o europeu em França, em 2016, tivemos uma bela ideia. Se muitos portugueses imigrantes tiveram sucesso em França, de certeza que a nossa Seleção também teria.”

“A Galp existe no meu imaginário desde sempre. Vem desde o tempo em que o meu pai, nas nossas viagens para o Estoril, ao fim de semana, só abastecia na pequena estação de serviço perto do estádio nacional. E eu gostava da Marca. Gostava do laranja.”

 

2016
Campanhas 2016

Energia cria inovação

Energia cria inovação

Em 2016 a Galp tem o combustível n.º 1 eleito pelos portugueses. Assiste‑se à criação de uma espécie avançada de combustível.

A inovação da Marca é comunicada pela perspetiva de que, quando abastecemos com Galp Evologic, tudo o que nos rodeia parece andar para trás. Aditivos que protegem o ambiente e melhoram a saúde e performance do motor.

“No futuro vejo uma Marca (e uma empresa) com muitos desafios pela frente, resultantes da evolução a que temos assistido na área da energia, nomeadamente no que diz respeito à mobilidade. Apesar de ser uma Marca historicamente muito penalizada por questões a que, muitas vezes, é alheia, mas que advêm da sua condição de líder, vejo uma Marca atenta, consciente do seu papel social, inovadora, ambiciosa e com capacidade para liderar a evolução que se impõe. É uma Marca que tem tudo para continuar a orgulhar os portugueses.” - Nuno Jerónimo, Copywriter

2016
Campanhas 2016

Deixa tudo em campo

Deixa tudo em campo

Portugueses deixam tudo em campo. Ao lado da seleção no Europeu está mais de um milhão de portugueses a viver em França. Portugueses que todos os dias deixam tudo em campo, conquistando admiração e respeito com talento, esforço e muito trabalho. A Galp, patrocinadora oficial da seleção, apresenta as histórias de alguns deles. Que o seu exemplo nos inspire a todos e à equipa de todos nós!

“Para o Europeu de 2016 tínhamos uma bela ideia. Se muitos portugueses imigrantes tiveram sucesso em França, de certeza que a nossa Seleção também teria. Quisemos contar as histórias dos portugueses com provas dadas naquele país. Que deixaram tudo em campo.” “Falámos com gente extraordinária. Gente que cresceu a pulso e é exemplo para muitos franceses, que emprega centenas de pessoas e contribui decisivamente para a comunidade. Fomos sem script para França, só com uma ideia bonita no bolso, ou melhor, numa mala de cartão. Foi um salto de fé. Nosso e do engenheiro Carlos Gomes da Silva. Correu bem e foi extraordinariamente enriquecedor. Desta vez, fomos campeões da Europa.” - João Oliveira, Copywriter.

2016
Branding 2016

Arte pura e em alta

Arte pura e em alta

Em 2016 a Galp leva a arte de dois dos artistas portugueses mais reconhecidos no mundo inteiro a ganhar nova dimensão. As obras de arte contemporânea mais altas do mundo têm 150 metros e muita energia renovável.

A Galp cria um tributo de peso (e altura) à arte portuguesa e às energias renováveis. Joana Vasconcelos e Vhils são os artistas convidados pela Marca para assinar duas das maiores e mais altas obras de arte contemporânea do mundo.

2016
Promoção 2016

A Galp dá luz aos portugueses

A Galp dá luz aos portugueses

Numa altura em que a taxa de natalidade conhece valores mínimos, a Galp faz o seu papel, ou melhor, a sua luz, com uma oferta à natalidade e ao futuro.

Em 2018, porque o melhor dos portugueses é a sua luz e o futuro está nas novas gerações, a Galp oferece um mês de eletricidade a todas as famílias portuguesas que dão à luz no dia 1 de cada mês.

80
81
44
45
82
46
55
61
60

A Galp utiliza cookies nos seus websites para te proporcionar uma melhor experiência de utilização.
Ao submeter este formulário aceitas e concordas com os Termos e Condições e com a Política de Privacidade.

Aceito